sexta-feira, 15 de março de 2013

Um pouco de Poesia


Bicicleta em SP

Virei a noite
Verei o dia
Colada rotina
Calada nostalgia
Pés giram e a cidade se arrasta
Por cima do asfalto, da calçada, da praça
Não há vida que esse lugar não desfaça
A vida fica;
A bicicleta passa
Marcos Rose

Dúvida Recorrente

Eu poderia virar e pedalar embora.
Mas eu preciso trabalhar.
Olha a hora.
 Marcos Rose

Emil Zátopek

Foi indo [sic];
Perna atrás de perna,
Pé atrás de pé.
Foi lindo.
Marcos Rose

3 comentários:

  1. Caralho Porps, achei muito loco!

    ResponderExcluir
  2. Porpets eu sei fazer poesia com os versos seus :)

    Por cima do asfalto, da calçada, da praça
    Foi indo [sic]
    Colada rotina
    Calada nostalgia.

    Por cima do asfalto, da calçada, da praça
    Pés giram e a cidade se arrasta
    Perna atrás de perna,
    Pé atrás de pé.

    Eu poderia virar e pedalar embora.
    Não há vida que esse lugar não desfaça.
    Mas eu preciso trabalhar.

    A vida fica ;
    A bicicleta passa
    Olha a hora.

    ResponderExcluir